Roma é uma cidade exagerada: exageradamente bela, rica de arte, obras de arte e monumentos históricos de grande importância. Exageradamente deliciosa, com seus restaurantes, tratorias, bares e mercadinhos onde experimentar os sabores simples e irresistíveis da comida italiana.

roma_conteudo

Foi cenário de dezenas de filmes de reconhecimento internacional, um dos mais recentes foi “Para Roma com Amor” dirigido pelo Woody Allen, você assistiu?

A cidade não é apenas a capital da Itália que conhecemos hoje: por séculos e séculos foi o principal centro do mundo Ocidental, passou por uma série de declínios e ascenções, mas é eternamente incrível e especial.

Onde se hospedar em Roma

Uma ótima opção de hospedagem em Roma é o Imperial Palace Corso, um mix de apartamento e suíte de luxo a poucos passos da Piazza di Spagna

Confira também nossa seleção de hotéis em Roma e  hotéis de luxo em Roma com vista panorâmica.

Algumas das principais atrações turísticas de Roma

Primeira informação importante: Roma é bastante grande por isso, prepare-se para caminhar bastante ou em alternativa usar os meios de transporte públicos como ônibus, metrô e táxi.

Se você quer saber o que fazer em Roma, confira nossa seleção abaixo (com direito a mapa e tudo!):


Ver Guia de Roma: 17 atrações imperdíveis da cidade eterna em um mapa ampliado

1. O Coliseu, a Galleria Palatina e o Forum

roma_coliseu_interna

No coração arqueológico da cidade de Roma, lá está ele, o Anfiteatro Flavio, conhecido no mundo inteiro como “Coliseu“, principal atração turística de Roma, cartão postal da cidade.

Foi construído no século I d. C. graças a vontade dos imperadores da dinastia Flavia (daí o nome original), e era sede de espetáculos de grande interesse popular, como caças e combates entre gladiadores. Não é apenas o maior anfiteatro de Roma, é também o maior do mundo!

Faça um tour com guia particular que fala português e volte para casa com muitas histórias bacanas para contar!

Para entrar no Coliseu é preciso pagar: o ingresso custa 12 euros (ou 7,50 para jovens da UE entre 18 e 24 anos e professores; grátis apenas para menores de 18 e maiores de 65 anos cidadãos de um dos países da União Européia). O ingresso dá direito também a entrada na Galleria Palatina e no Fórum Romano.

Fórum Romano: você visita com o mesmo ingresso do Coliseu
Fórum Romano: você visita com o mesmo ingresso do Coliseu

Aberto diariamente, exceto no dia 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro. Horários:

  • do último domingo de outubro até o dia 15 de fevereiro – das 8:30 às 16:30
  • do dia 16 de fevereiro até 15 de março – das 8:30 às 17:00
  • do dia 16 de março até o último sábado de março: das 8:30 às 17:30
  • do último domingo de março até dia 31 de agosto: das 8:30 às 19:15
  • de 1º de setembro até 30 de setembro: das 8:30 às 19:00
  • de 1º de outubro até o último domingo de outubro: das 8:30 às 18:30

Meios de transporte público que passam no Coliseu:

  • Ônibus das linhas: 75, 81, 673, 175, 204
  • Metrô: Linha B parada Colosseo
  • Tram: n. 3

Dica: vá com sapatos confortáveis e sem saltos porque o pavimento é irregular e você vai caminhar bastante.

2. Circo Máximo

roma_circomaximo

Aparentemente o Circo Máximo é apenas uma grande área verde onde os romanos atualmente vão para fazer exercícios ou levar o cachorro para passear. Na antiguidade, no entanto, era o circo mais famoso e antigo de Roma.
No Circo Máximo aconteciam competições esportivas e atléticas diversas, como por exemplo a corrida de carros que começavam com o raiar do sol e duravam até o entardecer. Nos momentos de lotação podia receber até 300.000 pessoas em pé.

3. Campidoglio

roma_campidoglio

O Campidoglio é uma das sete colinas sobre as quais foi fundada a cidade de Roma e é também onde atualmente encontra-se a sede do Comune (prefeitura) de Roma.

4. Vittoriano ou Altare della Patria

roma_altaredellapatria

O monumento é uma homenagem a Vittorio Emanuele II, o primeiro rei da Itália (antes dele não existia a Itália unificada, como a conhecemos hoje) e foi construído após a sua morte, em 1878, para prestigiar o Pai da Pátria.
Embaixo da imagem da Deusa Roma foi enterrado o “Milite Ignoto”, ou seja, o Soldado Desconhecido, em memória a todos os soldados mortos em guerras, com nome e lugar de morte desconhecido.

5. Piazza Venezia

roma_piazzavenezia

Aos pés do Campidoglio lá está ela, a Piazza Venezia, ponto de referência em Roma: as três principais ruas do centro da cidade se encontram aqui e sua imponência não passa despercebida.

É um ótimo lugar para pegar ônibus, já que circulam várias linhas da ATAC. Por outro lado, é um péssimo lugar para encontrar um banheiro público: a alternativa são os bares, mas mesmo assim alguns dizem que o banheiro está com problemas, ou inventam uma desculpa qualquer.

6. Palazzo del Quirinale

O Quirinale é a residência oficial do presidente da República Italiana (não confundir Presidente da República com presidente do Conselho, hein? O atual presidente da República é Giorgio Napolitano).

Ponto de referência da vida democrática italiana, é também um museu aberto aos cidadãos italianos e do mundo, que podem conhecer, graças a abertura aos domingos ou em outras ocasiões institucionais uma grande quantidade de obras de arte, decoração, tapeçaria e arquitetura de grande valor que vão do período do Renascimento até o século XVIII, passando então pelo período de Napoleão até os dias de hoje.

Visitas: todos os domingos das 8:30 às 12:00 (excluídos os dias 6 de janeiro, 31 de março, 2 de junho, 3 de novembro, 8 de dezembro, 22 de dezembro, 29 de dezembro e o período entre 23 de junho e 8 de setembro). Não é necessário reservar, mas existe um bilhete de ingresso que custa 5 euros.

É possível também fazer uma visita virtual ao Quirinale.

7. Fontana di Trevi

roma_fontanaditrevi

A Fontana di Trevi está sempre afolada de turistas. Tem aqueles que viram de costas para a Fonte e jogam uma moedinha para trás, para trazer boa sorte e garantir que voltarão muitas e muitas vezes a Roma, como diz a tradição. Outros simplesmente zig-zagueiam para lá e para cá com a máquina fotográfica em busca do melhor ângulo.

Nos dias tórridos de verão, provavelmente você vai sentir a tentação de se refrescar nas suas águas, como fez Anita Ekberg, na cena clássica com Marcello Mastroianni do filme “La Dolce Vita de Fellini“. Mas resista porque é proibido entrar na fonte, viu?

A fonte começou a ser construída em 1732 por Nicola Salvi (que venceu um concurso realizado pelo Papa Clemente XII) e foi completada apenas 30 anos mais tarde por Giuseppe Pannini. A Fontana di Trevi é alimentada por um dos mais antigos aquedutos romanos, o Acqua Vergine.

8. Palazzo Chigi

roma_palazzochigi

O Palazzo Chigi (se fala “Quiji”) é a sede do governo italiano desde 1861. A entrada fica na Piazza Colonna, onde encontra-se a famosa coluna de Marco Aurélio de aproximadamente dois mil anos! Já à direita do Palazzo Chigi está a Câmara dos Deputados.

A coluna de Marco Aurélio na Piazza della Colonna
A coluna de Marco Aurélio na Piazza della Colonna

Antigamente aqui existiam diversas casinhas que pertenciam a várias famílias, até que em 1578 elas foram compradas pela família Aldobrandini, que começou a construir o Palazzo Chigi com a fachada como podermos ver hoje. Aliás, com a sua construção, toda a área se modernizou.

Já a parte interna foi modificada diversas vezes, nos séculos sucessivos, com a venda da propriedade até que em 1916 ela se transforma em “Palazzo allo Stato” e abriga a primeira sede do ministério das Colonias e, sucessivamente, “Ministero degli Esteri”.

Visitas: entre outubro e março existe a possibilidade de fazer uma visita com guia gratuita de cerca 1 hora de duração. É necessário fazer reserva via e-mail (visite@palazzochigi.it) ou fax (+39 06.67793095). Para informações telefonar ao número: +39 06-67793032.

9. Palazzo Montecitorio

roma_montecitorio

Aqui as visitas acontecem em geral no primeiro domingo de cada mês, em ocasião das edições de “Montecitorio a porte aperte” (dias e horários são divulgados no site oficial) e não é necessário fazer reserva.

O percurso da visita parte da entrada na Piazza Montecitorio e, com guia dos Assistentes Parlamentares, percorre um itinerário que passa pelos lugares mais famosos e interessantes da vida parlamentar: a Aula onde se reúnem os 630 deputados, o grande corredor para chegar até ele chamado de “Transatlantico” ou “Corredor dos passos perdidos”; as majestosas escadarias de Bernini que conduzem aos andares superiores e as grandes salas do segundo andar.

Curiosidade: você pode também fazer uma visita virtual a Montecitorio sem sair de casa!

10. O Pantheon

roma_pantheon

O Pantheon é uma Basílica, se você quiser participar de uma missa ou celebração religiosa, confira detalhes aqui.

Para os turistas não religiosos, que querem apenas entrar e conhecer, a boa notícia é que o acesso é grátis: as portas estão abertas diariamente das 9:00 às 19:30, com horário especial aos domingos (das 9:00 às 18:00) e feriados (das 9:00 às 13:00). Atenção: o Pantheon fecha apenas 3 dias por ano: 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro.

11. Piazza Navona

roma2_conteudo

Uma das praças mais famosas de Roma, cenário de filmes, quadros, livros (você leu Anjos e Demônios do Dan Brown?) é também a sede da Embaixada do Brasil em Roma, neste edifício imponente à esquerda da foto, o Palazzo Pamphilj. No centro a bela fonte de Netuno, que você vê acima.

Curiosidade: nos tempos da Antiga Roma aqui encontrava-se um estádio construído pelo imperador Domiciano em 85 e, restaurado no século III, quando podia receber 30.000 pessoas! A mudança em forma de praça aconteceu graças aos desejos do Papa Inocêncio X (Giovanni Battista Pamphilj), mas se você caminhar até a Via Zanardelli, atrás da Praça Navona, você ainda consegue ver um pedacinho deste antigo estádio romano.

12. Campo de’ Fiori

roma_campodeifiori

Esta praça romana, chamada Campo de’ Fiori está sempre cheia de vida: de dia com o mercadinho, suas tratorias e a padaria que esforna pizza fresca o tempo todo, à noite é ponto de encontro para quem procura agito. E a qualquer hora, conferindo tudo do alto, está lá a estátua de Giordano Bruno (aquele que foi condenado por heresia e queimado vivo pela Igreja Católica). Descubra mais aqui.

13. Piazza di Spagna

O centro da Piazza di Spagna é a belíssima “Fontana della Barcaccia”, uma fonte que refresca os olhos só de olhar para aquela água clarinha nos dias tórridos de verão. A fonte fica aos pés da escadaria que leva até a Igreja de Trinità dei Monti (ler ítem abaixo). O nome da praça é uma referência ao Palazzo di Spagna.

14. Igreja Trinità dei Monti

roma_trinitadeimonti

Uma das igrejas mais fotografadas de Roma, no alto da escadaria que parte da Piazza di Spagna, a Igreja Trinita’ dei Monti começou a ser construída no século XVI. Mais conhecida pela sua localização do que pelas suas obras, ela é um dos cartões postais de Roma.

Quem poderia imaginar que até o início de 1500, aqui existia um belo vinhedo, que foi doado pelo rei da França, Carlo VIII, a uma ordem de frades? Aliás, toda a área de Trinità dei Monti tinha influência francesa no século XVI.

Aliás foram os franceses que patrocinaram a construção da escadaria, criada em torno a 1725 por Francesco de Sanctis. Deveria celebrar a paz entre França e Espanha, unindo a Piazza di Spagna (assim chamada graças a Embaixada Ibérica) a igreja francesa.

Horário de abertura:
De terça à domingo: das 6:30 às 20:00
Quintas: das 6:30 às 24:00
Segundas: fechada
Dica: é sempre recomendável confirmar os horários diretamente com a igreja, já que eles podem variar. Tel. +39 06.6794179

15. Galleria Borghese e o parque Villa Borghese

roma_villaborgheseeparque

Se o dia estiver bonito, tire algumas horas para caminhar e passear no parque Villa Borghese, um oásis verde rodeado por arte e beleza em Roma. E já que está lá, não dá para deixar de visitar a Galleria Borghese, um dos museus mais famosos da cidade. Escrevi sobre isso no blog, leia aqui sobre o passeio na Villa Borghese.

16. O Castelo de Santo Ângelo

roma_castelosangelo

Dica: você pode visitar o Castelo de Santo Ângelo no mesmo dia dos Museus do Vaticano.

E obviamente também o Vaticano e seus museus, que oficialmente não fazem parte da Itália. 🙂
Descubra outros destinos fantásticos na Itália

Confira nosso elenco de tours em Roma e aproveite o melhor da cidade!

Gostou do guia? Recomende para os seus amigos!

Atenção: todas as fotos deste artigo são de autoria de Barbara Bueno / BRASIL NA ITALIA e não podem ser reproduzidas sem autorização.

Booking.com

17 COMENTÁRIOS

  1. Olá, vou passar 01 dia em Roma desembarcando no porto. Onde comer bem e barato? quais locais consigo ver em 1 dia? bjs obrigada

  2. Olá Cedalia, tudo bem?
    Se você desembarca de navio é bem provável que só terá fome quando chegar no centro de Roma porque navio é sempre a maior comilança…

    Quantas horas você terá a disposição? Sugiro fazer um passeio a pé pelo centro histórico.. Se você estiver habituada a caminhar conseguirá passar pelas atrações mencionadas acima em um único dia (excluindo provavelmente os dois últimos ítens).

    Se quiser entrar no Coliseu e no Fórum Romano, separe pelo menos uma manhã… e melhor reservar tudo com antecedência para evitar filas, quem sabe com um guia de turismo (aqui um guia que fala português: http://guias.brasilnaitalia.net/lazio/alessandro_innocca ).

    Se quiser um transfer do porto até o centro de Roma, consulte a Elmocar: http://guias.brasilnaitalia.net/transfer/elmocar-roma/

    Abraços e boa viagem,
    Barbara

TEM ALGUMA DÚVIDA OU QUER COMPARTILHAR SUA EXPERIÊNCIA?

Please enter your comment!
Please enter your name here